Receba já o seu Estudo Grátis


Nome * :
E-mail* :

Torne-se fã

Siga-nos

Preço médio do combustível

Calendário

Novembro 2014
S T Q Q S S D
« Mar    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

Posts Tagged ‘Repsol’

Combustíveis aumentaram de preço esta semana

Quarta-feira, Junho 16, 2010 @ 12:06 PM
admin

Abastecer o carro vai custar mais aos bolsos dos condutores, já que os preços dos combustíveis aumentaram no início desta semana.

O litro de gasóleo está ao mesmo nível na Galp, Repsol, Cepsa e BP, sendo que nesta última petrolífera o preço manteve-se inalterado, enquanto que nas outras três foi alvo de subidas.

A Galp aumentou os preços do litro de gasóleo e da gasolina em 1 cêntimo, para 1,199 euros e 1,419 euros, respectivamente, revelou fonte da petrolífera nacional à Agência Financeira.

A quantia cobrada por litro «varia de sítio para sítio» e está sujeita aos preços praticados pela «concorrência em redor de cada posto. Por exemplo, em Alfragide onde há bombas dos centros comerciais, o combustível não é tão caro como numa auto-estrada».

Já fonte da Repsol disse não fazer comentários sobre os preços praticados pela empresa. O litro de gasolina custa,em média, 1,424 euros. A subida foi de 0,5 cêntimos.

Na Cepsa, a gasolina custa agora 1,418 euros, numa subida de 0,9 cêntimos. E a BP passou a cobrar 1,419 euros por cada litro.

O preço dos combustíveis já registou vários aumentos desde o início do ano. Se no arranque de 2010 o litro de gasolina andava à volta dos 1,295 euros e o de gasóleo custava 1,057 euros, agora os aumentos acumulados já superam 1 cêntimo.

Portugal é mesmo dos países da Europa onde os preços praticados, sobretudo da gasolina, são mais caros.

in Agência Financeira

Conheça os cartões de frota disponíveis em Portugal

Sexta-feira, Maio 7, 2010 @ 11:05 AM
admin

Os cartões de frotas são o meio mais eficaz e seguros para o abastecimento de combustíveis pelas frotas de empresas. Com o apoio de soluções de software online, as empresas podem acompanhar a evolução e fazer a gestão dos consumos das suas frotas, corrigindo eventuais anomalias, ao mesmo tempo que garantem descontos no abastecimento e pagamentos de outros serviços. “A gestão eficiente das frotas é fundamental, pelo que é essencial que os nossos clientes acedam online a informações relevantes, como os consumos de cada veículo, preços dos combustíveis e aos extractos completos dos abastecimentos e viaturas”, explica Rui Reis, Director da Unidade de Negócio Empresas da Galp Energia.

Num mercado disputado entre os três principais players do sector – Galp, BP e Repsol – a guerra ganha-se pela multiplicação das funcionalidades associadas aos cartões e pela conveniência, neste caso medida pelo número e dispersão dos postos. Uma vantagem para a portuguesa Galp, que dispõe da maior rede nacional e que, depois das aquisições das operações da Exxon e da Agip, triplicou a cobertura de rede em Espanha, somando já um total 1400 postos na Península.

De meio de pagamento, o cartão de frota desdobrou-se para outros serviços, como o pagamento de portagens, de estacionamento e de crédito no abastecimento.

A BP, por exemplo, passou a integrar o pagamento de portagens no seu cartão BP Plus, com a introdução da Via Verde, enquanto o cartão Galp Frota, pioneira nesta funcionalidade, alargou o pagamento de portagens a Espanha, através do sistema Via T.

A Galp é, aliás, umas das empresas mais inovadoras neste campo, tendo lançado o cartão Galp Frota Profissional, desenvolvido para empresas de transporte de mercadorias ou passageiros que circulam em Portugal e Espanha.

Além dos serviços já associados ao Galp Frota, o novo cartão acrescenta a agora a possibilidade de definir uma rede de postos de abastecimento em função das rotas do cliente, a apresentação da facturação líquida de IVA e um serviço de gestão de multas.

“O cartão Frota Profissional é um produto que lançamos recentemente para ir de encontro às necessidades do segmento de transportes de mercadorias e passageiros que operam na Península Ibérica”, explica Rui Reis. “A recuperação do IVA associada à facturação líquida para gasóleo rodoviário e portagens é de extrema relevância para os nossos clientes”, adianta Rui Reis.

O próximo passo será a extensão da rede do cartão para fora da Península, “Sabemos que os nossos clientes necessitam de uma solução de âmbito internacional. E estamos a trabalhar para, a muito curto prazo, apresentar uma solução”, avança Rui Reis.

in Jornal de Negócios

Repsol vai recarregar carros eléctricos

Terça-feira, Abril 20, 2010 @ 03:04 PM
admin

A EDP vai desenvolver com a espanhola Repsol um projecto para a instalação de uma rede de postos de abastecimento destinada a carros eléctricos, tendo como alvo prioritário o mercado português. A revelação foi feita pelo presidente da EDP, António Mexia, em entrevista ao jornal Paìs”, no passado domingo.

António Mexia lembra que Portugal pretende desenvolver uma extensa rede de postos de abastecimento. Em Espanha, realça, a EDP está ainda na fase de discussão do protocolo do veículo eléctrico com o Executivo de Madrid, mas pretende instalar mais de 300 pontos de recarga nas regiões em que são distribuidores de energia.

Até ao final de 2011, Portugal contará com uma infra-estrutura de 1.350 postos de abastecimento normal e 50 mais rápidos. Dispersos, inicialmente, por 25 cidades, dentro de dois anos, estes postos de abastecimento deverão estar em parques de estacionamentos, ruas, estações de serviço de combustíveis e centros comerciais. Além deste universo, o Governo anunciou que irá criar uma lei que obrigará todos os edifícios novos, como condomínios privados ou escritórios, a ter um posto de abastecimento para carros eléctricos.

in Diário Económico

Preço dos combustíveis não pára de subir

Terça-feira, Abril 6, 2010 @ 09:04 AM
admin

No dia em que o preço do petróleo registou um máximo de 18 meses, os combustíveis ficaram mais caros nos postos da Galp e também nos da BP.

A Cepsa e a Repsol não mexeram nos preços nos últimos dias, mas até ao final da semana é previsível que o façam, dado que o comportamento dos mercados antecipa mais um aumento.

Ao longo dos primeiros três meses do ano assistiram-se a várias actualizações nos postos de abastecimento, com o preço da gasolina 95 octanas a subir há nove semanas consecutivas e o do gasóleo há oito, de acordo com os dados da Direcção Geral de Energia e Geologia (DGEG).

Como reduzir gastos em combustível quando o preço aumenta?

No início do ano, e segundo a mesma fonte, um litro de gasolina custava, em média, 1,295 euros, enquanto o litro do gasóleo valia 1,057 euros. Hoje, passados três meses e alguns dias, a gasolina custa mais 8,7 cêntimos por litro e o gasóleo vale mais 7,5 cêntimos que na primeira semana de 2010.

Se se reportar a Março do ano passado, as diferenças são mais dramáticas. Num ano, o litro da gasolina subiu 21,8 cêntimos enquanto o gasóleo encareceu 19,4 cêntimos. Um aumento que afecta a factura das famílias e os custos das empresas, nomeadamente no sector transportador e de cerâmica.

Em comparação, o preço dos combustíveis nos postos subiu 21% no caso do gasóleo e 19% no caso da gasolina. A última vez que os preços estiveram tão elevados foi em meados de Outubro de 2008, altura em que o barril de ‘brent’, a referência para Portugal, rondava os 85 dólares, o mesmo que está a negociar actualmente. Nesse ano, em que os preços dos combustíveis ultrapassaram todas as expectativas, um litro de gasóleo chegou a valer 1,428 euros em Portugal e o barril do ‘brent’ alcançou o recorde de 146 dólares, motivando a célebre greve dos camionistas que quase paralisou o país.

in Diário Económico

Related Posts with Thumbnails