Receba o Guia Grátis


Nome * :
E-mail* :

Torne-se fã

Siga-nos

Preço médio do combustível

Calendário

Março 2015
S T Q Q S S D
« Fev    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  

Posts Tagged ‘ALD Automotive’

A gestão de frotas vem mudando muito nos últimos anos. As alterações têm surgido como consequência de consecutivas alterações legislativas, da proliferação de produtos de aluguer de diversas naturezas e, por fim, da introdução de grandes benefícios sobre a escolha de veículos mais amigos do ambiente e de determinadas formas de mobilidade. Em 2015, com a entrada em vigor da reforma da fiscalidade verde, as alterações mais significativas ao nível da gestão de frotas nas empresas passam pela possibilidade de dedução de IVA a 100% nos carros elétricos, bem como pelos benefícios de tributação no caso de partilha de veículos – o carsharing e fleetsharing. Aprofundam-se neste artigo essas alterações, exploram-se os conceitos ligados à mobilidade partilhada e explicam-se as novidades que ela trouxe às empresas e suas frotas.

A evolução do carsharing e do fleetsharing ganham balanço na nossa sociedade graças à “mudança de mentalidades, procura por soluções inovadoras, aumento exponencial da tecnologia e informação e expectável diminuição do tráfego e dos custos em cidade”.Partilha e flexibilidade. Estas são as palavras de ordem do setor de gestão de frotas que no ano passado mostrou sinais de retoma no nosso País. Os gestores de frotas vão transformar-se em “gestores de mobilidade”

” A mobilidade está a tornar-se cada vez mais exigente: as tendências e as restrições –económicas, ambientais e regulamentares ­ evoluíram. Hoje e neste contexto, os desafios são mais que muitos”, revela em entrevista ao Hipersuper Nuno Jacinto, Diretor Comercial e de Comunicação da ALD Automotive. “A mudança de mentalidades, a procura por soluções inovadoras para responder eficazmente a este novo contexto, o aumento exponencial da tecnologia e informação disponibilizada e a expectável diminuição do tráfego e dos custos em cidade, representam algumas das oportunidades”. Por outro lado, “algumas das possíveis dificuldades poderão ser os custos em novas soluções tecnológicas e os tempos de teste destas novas soluções, que poderão representar um adiar da sua implementação”.

Num futuro próximo, os gestores de frota vão tornar-se cada vez mais “gestores de mobilidade e não tanto “financiadores de mercado”, gerindo a mobilidade global dos clientes, acredita o responsável.

“Os clientes procuram atualmente serviços que maximizem a mobilidade dos seus utilizadores e que respondam à evolução, baseada em conceitos de `car-sharing’, na integração de vários meios de transporte, na generalização da telemática, dos smartphones e de novas funcionalidades de georeferenciação.

Pedro Pessoa, diretor comercial da LeasePlan, diferencia os conceitos de `carsharing’ e `fleetsharing’ e acredita que estes não resolvem todos os problemas de mobilidade. “O primeiro é utilizado numa lógica de uso particular de partilha de um veículo para pequenos percursos urbanos, já o fleetsharing consiste na partilha de um veículo entre colaboradores de uma mesma empresa. Esta solução resolve apenas uma franja das necessidades de mobilidade das empresas, não resolvendo as questões estruturais das mesmas. Estamos atentos ao potencial deste conceito, constituindo-se como uma forma eficiente e racional de suprimir as necessidades de mobilidade dos colaboradores, mas acreditamos que a sua adoção seja um processo lento. Para dar resposta a esta tendência de mercado, a LeasePlan tem uma parceria com a rede de carsharing promovida pela Mobiag”.

Em 2015, o setor enfrenta ainda o desafio da reforma da fiscalidade verde, considera Nuno Jacinto. “Estas medidas poderão facilitar e introduzir alguns veículos pouco considerados até hoje na política de frotas das empresas, movidos a energias alternativas, como é o caso das “Bi-Fuel” ou “Plug In”. Já os veículos puramente elétricos, que já antes estavam isentos de tributação autónoma em sede de IRC, têm como novidade a possibilidade de dedução de IVA a 100%.

Aguardamos expectantes a reação do mercado no que respeita à reforma da fiscalidade verde e em que medida estas alterações, por si só, poderão ou não serem suficientes para impulsionar este segmento de veículos. Da nossa análise, o acréscimo destes benefícios implica uma redução significativa do TCO (Custo Total de Utilização) reposicionando-os relativamente aos modelos ditos tradicionais. A questão é verificar se a anunciada redução é suficiente para passarem a ser soluções reais para empresas e utilizadores”.

 

SISTEMAS “POOL”

José João Claro, VP da Fleetsharing, empresa que lançou um sistema de partilha de viaturas internas que permite fazer a gestão de uma frota em sistema “pool” utilização em função das necessidades de deslocação da empresa­ afina pelo mesmo diapasão. 2014 contribuiu com um “novo ânimo” e “incentivo” às empresas para “diversificarem” a oferta. O mercado português necessita de “novas soluções de mobilidade, mais sustentadas e racionais” que permitam complementar a gestão de uma frota. “A gestão de frotas em sistemas pool está em crescimento acelerado e vamos assistir a um crescente interesse em termos tecnológicos de adicionar outros serviços à própria frota, integrando as soluções numa só aplicação”.

Por outro lado, “nas cidades vamos assistir ao crescimento da criação de sistemas de mobilidade integrados onde o utilizador terá acesso a uma mobilidade total em troca de um valor único, tal como já existe no setor das telecomunicações”, prevê o responsável da Fleetsharing.

O serviço da Fleetsharing, que nasceu no seio da “start up” portuguesa mobiag, é destinado a empresas com frota própria e baseado numa aplicação “inovadora” que se destina à gestão de operações comerciais em “carsharing”. “Consiste em fazer a gestão de frota em sistema de `pool’ sem a carga operacional deste tipo de modelo e sem penalizar os utilizadores”. O novo serviço destina-se a empresas “cujas frotas já são geridas em sistema de `pool’,

Por: Rita Gonçalves | Fonte: Hiper Super

Para além da partilha de carro, também o uso de localizadores por GPS pode ser decisivo para otimizar a gestão de frota da sua empresa.

A francesa ALD Automotive e a norte-americana Wheels Inc., empresas parceiras dedicadas à gestão de frotas e ao aluguer operacional, dão mais um passo que promete melhorar a qualidade do seu serviço por terras africanas. Tendo estabelecido um protocolo de colaboração com a AVMS, que é líder no fornecimento de serviços de gestão de frotas na África do Sul, as duas locadoras poderão assim facultar um melhor atendimento e acompanhamento aos clientes internacionais com negócios naquele país.

Esta parceria com à AVMS permitirá às operadoras francesa e norte-americana o acompanhamento dos clientes internacionais com negócios neste país africano.A ALD Automotive e o seu parceiro norte-americano Wheels Inc. assinaram um acordo com a empresa Sul-Africana Absa Vehicle Management Solutions (Pty) Ltd (AVMS) que lhes permite acompanhar e apoiar os seus clientes em 46 países.

A AVMS é um fornecedor líder de serviços de gestão de frotas na África do Sul e faz parte do Absa Bank Limited (banco ABSA), uma subsidiária integral do Grupo Barclays África. O acordo com ALD Automotive e a Wheels Inc. permitirá a extensão do acompanhamento aos clientes internacionais com operações na África do Sul.

Com a sua rede de parceiros na Austrália e Nova Zelândia (Fleet Partners), na Irlanda (J&P) e na África do Sul (Absa), a colaboração ALD Automotive/Wheels oferece a melhor cobertura geográfica disponível na indústria de gestão de frotas, representando mais de 1,5 milhões de veículos em todo o mundo.

Fonte: AutoNews

ALD Automotive vende os seus melhores usados a associados do ACP

Sexta-feira, Janeiro 30, 2015 @ 06:01 PM
admin

O Automóvel Club de Portugal porá à disposição dos sócios interessados algumas viaturas da ALD Automotive anteriormente integradas na frota empresa em regime de renting. Os veículos possuem até quatro anos de idade e serão vendidos com acesso ao historial e boas garantias. São condições especiais que se podem revelar um negócio vantajoso para os automobilistas em busca de “bólides” usados mas em bom estado.

A parceria entre a ACP e a ALD Automotive pode revelar-se um negócio interessante para sócios à procura de comprar carro usado em boas condiçõesA ALD Automotive e o Automóvel Club de Portugal (ACP) estabeleceram um acordo no âmbito do qual a mais antiga associação automóvel portuguesa, com mais de 250 mil associados, vai disponibilizar aos seus sócios viaturas usadas provenientes dos contratos de renting ALD Automotive.

As viaturas escolhidas terão idade até 4 anos, histórico de manutenção completo, garantia de 2 anos, condições de aquisição e financiamento muito vantajosas e serão alvo de uma criteriosa inspeção e revisão com o selo de qualidade ALD Automotive.

Desta forma, o ACP assegura o fornecimento de viaturas aos seus associados com a confiança da gestão ALD Automotive e proporciona a esta gestora de frota um canal privilegiado para a venda a particulares das suas melhores viaturas usadas.

Fonte: Fleet Magazine

ALD Automotive cresce 27% em 2010

Quarta-feira, Março 30, 2011 @ 02:03 PM
admin

A ALD Automotive, empresa especializada em aluguer operacional e gestão de frotas do Grupo Société Générale, fez o balanço da sua frota em 2010, ano em que registou a maior taxa de crescimento do mercado.

A companhia fechou o ano de 2010 com uma taxa de crescimento da sua frota em Renting acima dos 13%, isto quando o mercado apenas cresceu cerca de 2%. Se adicionarmos à frota em Renting os números da frota apenas sob gestão (sem investimento), o crescimento da frota ALD Automotive é de 27% em 2010, quando comparado com o ano de 2009.

A empresa registou ainda um crescimento de cerca de 16% nas suas vendas, ou seja no número de veículos em Renting entregues em 2010 comparativamente a 2009. A ALD Automotive Portugal detém uma quota de mercado de aproximadamente 10% das compras totais de veículos novos no negócio da gestão de frotas.

O balanço para a ALD Automotive é francamente positivo. O melhor indicador deste sucesso é certamente o crescimento em mais de 27% da nossa frota de veículos em 2010, agora acima dos 12.500 veículos. É também uma excelente oportunidade para agradecer a confiança que os nossos clientes depositaram na equipa ALD Automotive. Reitero que estamos numa posição privilegiada, sempre apoiados pelo grupo Société Générale, para continuar a providenciar soluções de gestão de frota inovadoras e sustentáveis”, afirmou Guillaume de Léobardy, director geral da ALD Automotive Portugal.

in Lusomotores

Related Posts with Thumbnails